O USO DE BIG DATA

Hoje, os avanços tecnológicos e a geração exponencial de dados públicos apresentam uma oportunidade para as empresas. Estes dados permitem o desenvolvimento de estratégias valiosas baseadas não apenas no conhecimento empírico, mas também na análise de informações que nos permitem ver como um fenômeno social foi, se desenvolve e evolui. Além do debate sobre a privacidade dos dados, o que o uso de grandes dados nos diz é que qualquer informação pública é valiosa.

A estruturação e análise de grandes quantidades de dados nos permite aplicar técnicas que nos ajudarão a otimizar as informações para obter o valor real dos dados, tanto no passado como em tempo real. Isto é, saber, por exemplo, do que as pessoas estão falando, o que estão procurando, em que comunidades e entre quem interagem, para que possamos, com ferramentas de aprendizagem de máquinas, desenvolver algoritmos que nos ajudem a prever como determinadas variáveis evoluirão no futuro, para que possamos obter um roteiro que nos leve a tomar melhores decisões e ações comerciais estratégicas.

Boas práticas:

A fintech brasileira, fundada em 2013, utiliza grandes análises de dados, tanto para tomar decisões comerciais importantes como para basear a interação com os clientes. Esta análise permite, de acordo com a empresa, definir o limite de crédito para cada cliente.

Neste sentido, o startup, considerado o sétimo mais valioso do mundo em termos de valor de mercado, estabeleceu o modelo de previsão de dados como uma política de governança, e não apenas como um suporte lateral.

Con la finalidad de hacer el proceso de identificación, estudios y extracción mucho más eficiente, la firma petrolera brasileña ha implementado un sistema de minería, estructuración y análisis de grandes cantidades de datos en su planificación.

Mediante el software Sas Analytics, Petrobras se ha apoyado en el procesamiento de grandes volúmenes de datos para asumir el desafío de “analizar rocas de entre 5 y 150 millones de años y tomar decisiones más eficientes”.

En búsqueda de los alimentos del futuro, la empresa alimenticia peruana, con operaciones en Argentina, Brasil, Bolivia, Chile, Colombia, Ecuador, Honduras, México y Uruguay, hizo una alianza con UTEC Ventures para crear un programa que impulse la búsqueda de alimentos más sanos en América Latina.

Este esfuerzo apunta a conseguir la seguridad alimentaria en un futuro con retos como el cambio climático y la escasez de insumos. Para esto, utilizan herramientas de Inteligencia Artificial, Machine Learning, estructuración y análisis de big data y el internet de las cosas.

Baixar o informe

1.

TENDENCIAS CLAVE

O novo normal, pós pandemia e pós-crise, nos coloca ambientes complexos aos quais as empresas não podem apenas responder.

UM

Liderando além do negócio

Este conceito expressa uma versão dos principais executivos de empresas que operam em…

DOIS

Automatizando o valor agregado

Sem dúvida, a pandemia da COVID-19 teve um grande impacto não só na saúde…

TRÊS

Estabelecendo modelos preditivos

Além do debate sobre a privacidade dos dados, o que o uso de grandes dados nos diz…

QUATRO

Marcas com propósito

A nova realidade do mundo dos negócios acelerou a internalização de um conceito que adquiriu grande importância…

CINCO

O magnetismo com o talento

O talento é um ponto de discussão que está em constante evolução. Em paralelo às demandas sociais, a captação…

SEIS

Os que dobraram a aposta

O impacto da COVID-19 na América Latina tem características particulares e comuns entre os países da região…

SETE

Expandindo redes

As stakeholders referem-se aos grupos de pessoas que são afetadas pelas operações da empresa…

2.

LA MARCA MULTILATINA: UN MERCADO DE OPORTUNIDADES

Além dos desafios e tendências que as Multilatinas enfrentam, que só diferem das empresas globais…

3.

CONCLUSIONES

Depois de analisar as Multilatinas e seu desempenho comercial sob uma perspectiva glocal, com base nas tendências globais…